Na Política

Biblia Online

03/10/11 | 09:40h (BSB)

Matos pode deixar bancada do prefeito hoje

Vereador prometeu deixar bancada caso prefeito no enviasse CMA o projeto da propaganda nos txis

Ampliar Foto

Matos: palavra ser mantida

Por Raissa Cruz

 

Assim como prometeu no dia 18 deste mês, o vereador Moritos Matos (PDT) disse que manterá sua palavra de deixar a bancada que dá sustentação ao prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) na Câmara Municipal de Aracaju, caso o projeto de lei para a regulamentação das propagandas nos táxis não chegue a Casa para a votação. Esse projeto, apresentado pelo vereador Jailton Santana (PSC), foi rejeitado no inicio do mês em plenário, com a justificativa de que ele não era constitucional, e que para existir teria que ser criado pelo Executivo. Tolerante a alegação, Matos, que apóia o projeto, disse que esperaria o envio do mesmo pelo Município até o dia 30, sexta-feira, caso contrário, tomaria providência. Em conversa com o Universo Político, no entanto, o vereador falou que estendeu a tolerância até esta segunda-feira, dia 03. 

 

"Dei minha palavra, e, além disso, fiz um compromisso com os taxistas. Então vou cumprir. Se o projeto não for enviado até esta segunda-feira terei que cumprir minha palavra de deixar a bancada", disse o vereador, lembrando que o próprio prefeito chegou a prometer que enviaria o projeto. 

 

"O prefeito firmou um compromisso não só comigo, mas com todos os vereadores da bancada de enviar o projeto à Câmara até o final do mês de setembro. E em conversa com Samarone ele confirmou que isso já estava bem encaminhado. Então nesta segunda-feira eu vou verificar na Câmara se o projeto chegou, para cobrar a votação e aprovação imediata dele em plenário. As empresas de ônibus já utilizam seu espaço, então não pode haver problema nenhum dos taxis ganharem uma renda a mais com essas publicidades também", frisou ele.

 

O vereador na época do seu ingresso à Câmara foi pressionado a quebrar um voto de fé de utilizar uma bandana na cabeça, mas mesmo correndo o risco de perder o mandato, buscou junto ao arcebispo do estado, Dom Lessa, a alteração da promessa, para não voltar atrás com sua palavra. Segundo ele, sua disposição é a mesma agora sobre os taxistas. "O arcebispo tem esse poder de alterar um voto, então fiz isso para não renunciar minha promessa com Deus. Do mesmo modo sustentarei minha palavra como vereador", assegura ele. 

 

Da redação Universo Político.com



19-05-2022
 

 

 

Resultados - Elei��es

 

Setransp

 

Setransp

 

Setransp

 

 

Parceiros

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter